Project Description

Cofre-Relicário de São Francisco Xavier

Peça maior do culto de São Francisco Xavier é, simultaneamente, uma das obras mais importantes da ourivesaria realizada em Goa existentes em Portugal e um excelente testemunho da associação de diferentes correntes estéticas. Totalmente realizado em placas de prata, sobre uma estrutura de teca, apresenta uma forma de templete, de secção retangular, cortada nos cantos, com pilastras nos vértices. Os pés são em forma de esfera achatada, de superfícies lisas, alternada com motivos florais. O prolongamento das pilastras é rematado, superiormente, com um pináculo em pirâmide, sendo a obra coroada com um elegante baldaquino rematado com três pináculos. Todos os painéis das faces são movíveis, relevando vidraças para a contemplação das relíquias protegidas no seu interior, que funcionam como verdadeiras janelas. As placas movíveis são totalmente ornamentadas com reservas poliobadas, formando encadeamentos de engradados vazados centrando pássaros, águias bicéfalas, leões, veados e outros animais, muito ao gosto indiano. O seu primeiro proprietário foi D. Rodrigo da Costa, governador do Estado Português da Índia, tendo passado por sucessão pelas famílias dos Costas, dos Almeidas e dos Castros. Desde meados do século XIX que se encontra em Lisboa na casa dos condes de Nova Goa, antes de ter ingressado nas coleções da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, por doação de D. Teresa Maria de Mendia de Castro (Nova Goa).

Cofre-Relicário de São Francisco Xavier
DETALHES

LOCAL/DATA

Índia, Goa, c. 1686-1690

MATERIAIS

Prata, madeira e vidro

DIMENSÕES

56 x 45 x 24 cm

INV

Or.392