Capela de Nossa Senhora das Necessidades ganha nova vida graças ao Fundo Rainha Dona Leonor

23 agosto 2021

Recuperação da capela que é também sede da Misericórdia da Soalheira está concluída. Apesar da pandemia, o Fundo Rainha Dona Leonor não parou e soma já 143 projetos apoiados.

Os peregrinos e outros visitantes da Capela e Santuário de Nossa Senhora das Necessidades, situada na freguesia da Soalheira, no Fundão, têm, agora, ainda mais razões para visitarem este monumento. O edifício de ritos religiosos, que é também a sede da Misericórdia da Soalheira, foi alvo de obras de conservação e restauro no âmbito do Fundo Rainha Dona Leonor, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. A inauguração da obra aconteceu no passado domingo, dia 22 de agosto.

O apoio de cerca de 126 mil euros concedido pela Misericórdia de Lisboa permitiu proceder à recuperação deste património histórico, que data de 1694. Entre muitas outras alterações, as obras de requalificação do espaço, agora concluídas, possibilitaram recuperar a cobertura, substituir o soalho, instalar um sistema de deteção de incêndios e retirar elementos espúrios, permitindo, assim, recuperar a qualidade e harmonia desta capela.

Outra grande intervenção tem que ver com o restauro e conservação da pintura e das peças de arte sacra, através do tratamento e conservação das carpintarias em atelier. Foram realizados procedimentos de limpeza de poeiras, como a remoção de resíduos tóxicos e o reforço das lacunas para dar resistência às telas, um trabalho que revelou as cores originais e vários detalhes arquitetónicos destas peças de arte.

O Fundo Rainha Dona Leonor surgiu em 2015 com o objetivo de ajudar as misericórdias em causas sociais prioritárias e inovadoras, contribuindo para a coesão social e territorial do país. Até ao momento foram aprovados 143 projetos, de norte a sul do país, 115 de equipamentos sociais e 28 de património histórico, num valor superior a 23 milhões de euros.

Inauguração do Restauro da Capela e Santuário de Nossa Senhora das Necessidades, situada na freguesia da Soalheira, no Fundão

Foto: CM Fundão