O Roadshow Digital da Casa do Impacto, dividido em três core Series – Innovation, Acceleration e Investment – em que cada uma foco 1 ponto essencial na jornada do Empreendedorismo, consiste numa série de eventos 100% online promovidos pela Casa do Impacto/SCML e abertos a toda a Comunidade. O Roadshow teve início no mês de abril e acompanha os meses de maio e junho.

A sessão de abertura do mês de Maio (clique aqui para ver o vídeo), contou com Inês Sequeira, Diretora da Casa do Impacto, Miguel Fontes, Diretor Executivo da Startup Lisboa, parceira da Casa do Impacto, e com a moderação de Nuno Comando, Diretor da Unidade de Capacitação e Incubação na Casa do Impacto. Esta sessão, de seu nome Lisboa, um hub empreendedor? lançou o mote para o resto do mês.

Tanto Lisboa, como várias outras cidades do nosso país, têm vindo a ganhar importância e a chamar a atenção no quadro do ecossistema do Empreendedorismo e Inovação a nível nacional e internacional. É agora apontada como um dos grandes hubs de Inovação da Europa, equiparada a cidades como Madrid ou Berlim.

Mas, tal como sublinhou Miguel Fontes (Startup Lisboa), Lisboa não é Madrid, nem Berlim, nem Silicon Valley, Lisboa tem sim um conjunto de características muito próprias, que já existiam anteriormente ao boom do empreendedorismo, mas que tomaram uma outra dimensão aos olhos dos empreendedores: localização privilegiada na Europa, mão-de-obra bem qualificada, condições climatéricas invejáveis, baixo custo de vida, um povo acolhedor.

O surto pandémico que assolou a sociedade a nível global veio, sem dúvida, alterar algumas expectativas que se tinham acerca do futuro do ecossistema do Empreendedorismo e, como referido por Inês Sequeira, é ainda difícil fazer qualquer tipo de previsão para o quanto seremos afetados a nível económico pelo Covid-19 mas é um ecossistema que cresce e que sobrevive de esperança e que, como em 2008, é impulsionado por situações de crise.

Podemos afirmar que, tal como para Inês Sequeira e Miguel Fontes, os meandros do Empreendedorismo não têm segredos para Domingos Guimarães, Co-Founder da Academia de Código, startup residente na Casa do Impacto. A Academia de Código dedica-se a transformar vidas, através da sua atividade de formação de developers.

O Domingos esteve presente na segunda sessão do mês (clique aqui para ver o vídeo), de seu nome A closer look into mentorship, numa conversa animada com Joana Moreira, Diretora de Programas e Gestão de Projetos no IES – Social Business School, startup residente na Casa do Impacto. Tendo como base a sua própria experiência na relação Mentor-Mentee, mantida entre ambos, falaram sobre o processo e as vantagens da mentoria no contexto das startups.

O mundo do Empreendedorismo de Impacto, foco na Casa do Impacto, fervilha de ideias inovadoras e de founders e colaboradores motivados e trabalhadores. Mas um negócio vive de mais do que isso, é aí que a experiência profissional, o conhecimento de mercado e a rede de contactos de um mentor entra em ação. Um mentor é um catalisador para o amadurecimento e solidificação de uma startup.

A promoção da mentoria é cada vez mais um objetivo na Casa do Impacto, o incentivo para que a caminhada para o sucesso de um projeto seja feita de forma acompanhada e sustentada pela experiência, uma vertente de um processo que se quer comunitário e que traz benefícios para ambas as partes. Tal como referido por Joana Moreira, esta relação de mentoria com o Domingos foi para além de uma mentoria de carreira, tendo-se transformado numa mentoria de vida, dando-lhe o incentivo necessário para que ela criasse um projeto próprio à parte do seu trabalho no IES – Social Business School.

Resumidamente, mentorship is a way to unlock your talent!

Como nota final, um obrigado a todos os convidados do Roadshow até agora, que através da sua participação, contribuíram para que a Impact Community se torne mais coesa a cada dia que passa.