O +PLUS é um Programa de Investimento para o Impacto, que distribui anualmente 500 mil euros para testar novas ideias com potencial de impacto social e ambiental, em alinhamento com os ODS 2030 e para apoiar o desenvolvimento de organizações sustentáveis com ideias inovadoras e resultados comprovados.

Os projetos serão selecionados para um dos dois mecanismos de apoio do +PLUS, em função de estarem em fase de Testing ou Early Stage.

PERKS +PLUS

  • Plano de acompanhamento desenhado à medida
  • Medição do impacto através de KPI definidos desde o momento 0
  • Envolvimento no ecossistema de impacto
  • Pagamento por resultados
  • Apoio não financeiro orientado para o seu sucesso

Ao +SEED podem concorrer ideias de projeto, novos empreendedores sociais e novas organizações em fase de Testing.

  • Apoio financeiro máximo de 20 mil euros e retorno em resultados e impacto
  • Apoio não financeiro através da promoção da ideação, experimentação e prova de conceito

Ao +SCALING podem concorrer empreendedores experientes e organizações sustentáveis, com ideias inovadoras e resultados comprovados.

  • Apoio financeiro num máximo de 100 mil euros
  • Apoio não financeiro para a promoção da escalabilidade e consolidação organizacional

OPEN CALL

Período de candidaturas entre 20 de fevereiro e 30 de abril de 2020.

Consulta aqui o regulamento do Fundo +Plus.

Acede ao formulário de candidatura aqui.

FAQS

O Programa +Plus tem como missão a promoção do ecossistema de empreendedorismo social, através da atribuição anual de 500 mil euros para testar novas ideias com potencial de impacto social e ambiental, bem como para o desenvolvimento de organizações sustentáveis, com ideias inovadoras e com resultados comprovados. O +Plus é representativo do acompanhamento e da avaliação de impacto que se pretende, as componentes que esta iniciativa vem acrescentar aos instrumentos financeiros de apoio aos projetos.

Sim. Uma ideia em fase de testing pode ser candidatada a um investimento até 20.000€.

Sim, se pretender candidatar uma ideia de projeto (fase de testing). Para projetos já testados, em early stage, será necessário ter uma organização constituída.

No caso dos projetos em fase de early stage, devem apresentar resultados efetivos ou mesmo impactos caso exista uma monitorização dos mesmos. Não é necessário já ter aplicado uma metodologia de avaliação de impacto, mas o projeto deve estar construído de forma orientada para o impacto.

Na fase inicial da candidatura será pedida informação geral sobre o problema, o projeto ou ideia de projeto, a equipa e o orçamento estimado.

Em 2020, as candidaturas devem ser apresentadas entre 20 de fevereiro e 30 de abril.

Não. A fase de candidatura decorre apenas através do preenchimento de um formulário online, disponível aqui.

O orçamento solicitado na fase inicial de candidatura será apenas uma estimativa relativamente às diferentes rubricas de investimento e exploração. Para os projetos e ideias de projeto que passem à fase seguinte será então necessário detalhar o orçamento e definir um plano financeiro.

À partida não estão definidas rubricas de custos não elegíveis para financiamento. No entanto, apenas na fase de detalhe do plano de apoio financeiro será possível definir o montante do apoio e de que forma deverá ser aplicado para o adequado desenvolvimento do projeto ou ideia de projeto. Devem ser consideradas prioritárias as despesas relativas aos recursos humanos responsáveis pelo desenvolvimento do projeto ou da ideia de projeto.

No caso da candidatura de ideias de projeto (testing), o desenvolvimento da mesma deve ter uma duração até 12 meses. No caso dos projetos (early stage), a implementação prevista deverá ter uma duração máxima até 36 meses.

A avaliação é precedida de um período de uma verificação de requisitos que ocorrerá até 10 dias úteis depois do prazo de entrega de candidaturas (até 15 de maio).

A avaliação é composta por duas fases: a triagem e a seleção.

A fase de triagem durará de 15 de maio a 15 de junho de 2020 e fará a identificação dos projetos e ideias de projeto que seguem para a próxima fase a partir da recolha de informação do Formulário inicial, aplicando os seguintes critérios:

  • Perfil do candidato / entidade (10%)
  • Grau de inovação da ideia ou projeto face às soluções e respostas existentes (10%)
  • Enquadramento do orçamento nos montantes previstos para cada dimensão (5%)
  • Qualidade e exequibilidade do modelo de negócio previsto ou testado (10%)
  • Qualidade e exequibilidade dos resultados previstos ou alcançados (10%)
  • Identificação do contributo efetivo previsto ou concretizado para os ODS (10%)

A fase de seleção durará de 15 de junho a 15 de agosto de 2020 e incluirá uma avaliação detalhada de cada candidatura através de: recolha de informação detalhada, entrevistas com os promotores das candidaturas, bootcamp com os promotores das candidaturas. Nesta fase, serão aplicados os seguintes critérios:

  • Perfil do candidato / entidade (10%)
  • Grau de inovação da ideia ou projeto face às soluções e respostas existentes (10%)
  • Enquadramento do orçamento nos montantes previstos para cada dimensão (5%)
  • Qualidade e exequibilidade do modelo de negócio previsto ou testado (10%)
  • Qualidade e exequibilidade dos resultados previstos ou alcançados (10%)

Será sempre dada informação sobre a não passagem à fase seguinte. Relativamente às candidaturas que não passarem a fase de seleção, será dado feedback mais específico para identificação das principais fragilidades do projeto ou da ideia de projeto.

Sim, pelo menos um dos promotores da candidatura terá que participar presencialmente no bootcamp.

Não, o plano de acompanhamento é desenhado à medida com cada um dos vencedores. Incluirá um plano de apoio financeiro e não financeiro, definindo os resultados a alcançar, os montantes a disponibilizar em cada fase e as ações complementares, incluindo mentoria, incubação, capacitação, ativação de networks de contactos.

Não, o plano de acompanhamento definirá as fases de disponibilização dos montantes aprovados, estando estes associados com um plano de pay-for-results a definir. Assim, com cada promotor cuja candidatura seja aprovada para financiamento, será definido um plano detalhado das diferentes fases de execução, às quais estarão associados indicadores de resultados, com base nos quais serão definidas as tranches de financiamento a atribuir pela Casa do Impacto. Os resultados serão monitorizados de acordo com o plano de acompanhamento (financeiro e não financeiro) a construir aquando da seleção da candidatura, podendo ser ajustados de acordo com a análise a efetuar conjuntamente pelo promotor e pela Casa do Impacto.

A equipa da Casa do Impacto e dos seus parceiros será responsável pela definição do plano de acompanhamento de todos os projetos e ideias de projeto vencedores, bem como pela sua execução. Será assim feito um acompanhamento ao longo do período de desenvolvimento ou implementação. A participação ativa das equipas de promotores em todas as iniciativas do plano de acompanhamento é por isso fundamental e fará parte das condições a definir no plano de cada iniciativa vencedora.